Garibaldi: Lobão Filho tem 30 dias para assumir mandato

O presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), afirmou hoje que Edison Lobão Filho, o primeiro suplente no Senado do novo ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, está em condições de assumir o mandato do pai e tem 30 dias para tomar posse. Edison Lobão Filho é acusado de sonegação de impostos e outras irregularidades, mas Garibaldi disse que se há denúncias, elas devem ser esclarecidas. "Espero que sejam esclarecidas até o início dos trabalhos legislativos (em fevereiro, após o carnaval), para que possamos trabalhar em paz", afirmou. "Acho que o Senado não pode ficar amedrontado nem constrangido com fatos que não têm a ver com o Senado", afirmou Garibaldi, referindo-se ao fato de que o suplente não era senador na época em que teria praticado as irregularidades. O presidente do Senado disse ainda que "Edison Lobão Filho não é senador, nem assumiu e, assim que assumir, será tratado como qualquer outro senador". "E, se chegar (ao Senado) alguma denúncia, ele será denunciado, e haverá apuração, mas hoje ele tem condições de assumir."ApagãoSobre o novo ministro de Minas e Energia, Garibaldi disse que ele terá um desafio muito grande no cargo, por estar assumindo o comando de um ministério complexo. "E temos a possibilidade de apagão, apesar de as autoridades estarem dizendo que não haverá", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.