Garibaldi: alta de impostos só será debatida em fevereiro

O presidente do Senado, Garibaldi Alves(PMDB-RN), informou hoje que decidiu não convocar reunião da Comissão Representativa do Congresso para discutir o pacote de medidas do governo que elevou a carga tributária. A comissão, formada por 25 parlamentares (oito senadores e 17 deputados federais), existe para atuar em nome do Congresso durante o recesso do Legislativo.Garibaldi Alves disse que o governo e a oposição "terão uma tribuna para discutir as medidas a partir do dia 7 de fevereiro", quando termina o período de recesso e começam os trabalhos da sessão legislativa de 2008. Ao justificar a decisão de não convocar a comissão, o senador afirmou que, se fizesse isso agora, os debates ficariam restritos a oito senadores e 17 deputados federais.Questionado se ao não convocar a comissão estaria agindo em favor dos interesses do governo, o presidente do Senado respondeu: "O governo não se manifestou em nenhum momento sobre isso." E acrescentou: "Se fosse para votar alguma coisa, o governo seria favorecido com a convocação da comissão, pois nela o governo tem maioria."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.