Gari não rouba dinheiro público, diz Aprobatto

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB),Rubens Aprobatto, disse hoje que não ficou ofendido por ter sidocomparado a um gari, pelo presidente do PFL, Jorge Bornhausen. "Aatividade de gari é uma atividade honesta, de gente que não rouba odinheiro público", disse ele. "Tenho profundo respeito pelos garis."Aprobatto disse que ficou surpreendido com a repercussão de seudiscurso. "Não disse nada mais do que se diz todo dia, do que a mídiadiz e que o próprio Congresso Nacional discute", avaliou. Para opresidente da OAB, seu discurso não foi "pessoal ao presidente FernandoHenrique Cardoso, mas uma crítica ao governo e ao modo de governar".Aprobatto insistiu que suas críticas devem ser contestadas "peloconteúdo" e nao pela forma como foram apresentadas. "Até agora ninguémdeu uma resposta concreta ao conteúdo de meu discurso", acusou ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.