Garcia diz que oposição tenta usar quebra de sigilo como peça publicitária

'Evidentemente somos críticos a qualquer tipo de violação', afirmou o assessor de assuntos internacionais da Presidência

Leonencio Nossa, da Agência Estado

01 de setembro de 2010 | 15h52

BRASÍLIA - O assessor de assuntos internacionais do governo, Marco Aurélio Garcia, disse nesta quarta, 1º, que a oposição está tentando utilizar o escândalo das quebras de sigilo por parte da Receita Federal como "peça publicitária".

 

"Evidentemente somos críticos a qualquer tipo de violação", afirmou, em rápida entrevista no Planalto. "Este é um episódio que está sendo investigado na Receita e na Polícia Federal."

 

Na entrevista, ele foi questionado se a confusa sindicância da Receita, que apresentou diferentes versões sobre a quebra de sigilos de pessoas ligadas à oposição, não contribui para prevalecer a ideia de "vale tudo" na disputa eleitoral. "Não me parece que esteja configurado de maneira nenhuma a questão de vale tudo", respondeu. "Quem está tentando fazer isso é a oposição, por razões mais que compreensíveis."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.