Garcia diz que Lula tem apreço por Ciro

O assessor especial da Presidência da República para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia, ao comentar as recentes declarações do deputado Ciro Gomes (PSB-CE), afirmou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva "tem muito apreço pelo Ciro, sobretudo pelo trabalho que ele desempenhou no governo e pela lealdade que ele teve nos momentos mais difíceis pelos quais o governo passou." Na semana passada, Ciro afirmou que o pré-candidato presidencial do PSDB, José Serra, é "mais preparado" do que a pré-candidata do PR, Dilma Rousseff, e declarou que Lula se acha "o todo-poderoso".

TÂNIA MONTEIRO, Agência Estado

26 de abril de 2010 | 19h37

Segundo Garcia, "alguns desentendimentos por resultado de linguagem aqui ou ali não vão abalar a convicção" do presidente sobre a atuação de Ciro. "Temos certeza de que vamos estar juntos com o Ciro agora, na eleição, e no futuro", afirmou o assessor especial da Presidência. "Estamos numa democracia", disse, "cada um fala o que quiser. Eu tenho muito apreço pelo Ciro. Ele colaborou muito com o governo do presidente Lula. Eu não queria que este momento particular e declarações que ele esteja fazendo venham a comprometer a sua trajetória. A trajetória do Ciro é extremamente meritória, e eu fico com essa boa imagem dele."

A uma pergunta se seria muito constrangedor para Dilma um eventual apoio de Ciro a Serra, Garcia respondeu: "A política é feita disso."

O assessor presidencial comentou que Ciro ainda é jovem - "ele mesmo disse que daqui a 20 anos terá a idade que um dos (pré) candidatos tem hoje" - e representa "uma expectativa para a política brasileira que não vai diminuir com esse episódio. Ele disse que vai votar na ministra Dilma se não for candidato, e ele não deve estar fazendo isso por razões aleatórias."

Dilma

A avaliação que Garcia faz da performance de Dilma na pré-campanha é positiva. "Está indo muito bem. Estava lá, atrás, na pesquisa e está pertinho. Daqui a pouco, estará junto. E, mais adiante, vai passar. É uma pessoa que tem um enorme conhecimento dos temas políticos e administrativos, o que desmente a tese de que ela não está preparada. Está preparada, sim. Não acho que esteja muito técnica. Vi várias intervenções, descontraída. Com domínio político das questões, todo mundo melhora na vida."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.