Garcia chama de ridículas as críticas ao aumento para cargos

Segundo ele, País precisa de funcionários com bons salários para funcionar direito

Agencia Estado

21 de junho de 2007 | 12h55

O vice-presidente do PT, Marco Aurélio Garcia, classificou de "ridículas" as críticas da oposição sobre o fato de o aumento de até 139,75% para as 21.563 pessoas que ocupam função de confiança no governo. "Sinceramente, eu acho penoso ter que ouvir esse tipo de argumento por parte da oposição", afirmou. "Isso é uma observação absolutamente ridícula. Quem tiver interesse pelo funcionamento do Brasil sabe que precisamos ter funcionários pagos dignamente."Marco Aurélio lembrou que os cargos em comissão não tinham reajuste desde 1998 - no caso, os DAS 1,2 e 3, já que os DAS 4, 5 e 6 tiveram aumentos em 2002 - e que o governo Lula teve que manter, nos primeiros quatro anos de mandato, uma política mais rigorosa. Além disso, teve que dar prioridade a "setores do funcionalismo mais penalizados".Além do aumento, dado na segunda-feira, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva autorizou, na terça, a criação de mais 626 cargos comissionados.DízimoSobre o fato de a oposição estar questionando no Tribunal Superior Eleitoral o dízimo cobrado pelo PT dos seus militantes que estão em cargos comissionados, mais uma vez Marco Aurélio classificou de "ridículo"."Eu dou meu dinheiro para quem eu quiser. E dou muito alegremente o meu dinheiro para o meu partido para que o meu partido não receba dinheiro de outras origens. Se outros partidos têm outros tipos de financiamento, o problema é deles. O financiamento do PT é feito pelos seus militantes", disse.O secretário especial da Presidência da República ainda defendeu o dízimo petista. Disse que os militantes que estão em cargos em comissão precisam contribuir como forma de garantir sua "cidadania partidária".

Tudo o que sabemos sobre:
garciaaumentocargos de confiança

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.