Garcia: argumentos do STF sobre mensalão são frágeis

O vice-presidente do PT e assessor especial de Relações Institucionais da Presidência da República, Marco Aurélio Garcia, afirmou hoje que muitos dos argumentos apresentados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para abrir processo contra os 40 acusados de envolvimento no esquema do mensalão são frágeis. "Muitos dos argumentos utilizados contra vários dos indiciados são muito frágeis e não deverão resistir a um julgamento objetivo, como o STF fará", argumentou. Garcia fez a declaração ao chegar ao Centro de Exposições Imigrantes, na zona sul de São Paulo, para participar do 3º Congresso Nacional do Partido dos Trabalhadores.Na avaliação de Garcia, o que existe é o início de um processo. Ele não acha que este tema será prioritário durante o congresso do PT, que termina no domingo. Apesar disso, ele afirma que o partido está solidário aos integrantes da legenda envolvidos neste processo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.