Galeão passa a receber vôos domésticos

A partir de hoje, 6 mil novospassageiros passam a embarcar e desembarcar diariamente noAeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim, na Ilha doGovernador (zona norte do Rio), antigo Galeão. Os vôosdomésticos que operavam no Aeroporto Santos Dumont, no centro,foram transferidos para o Internacional, com exceção da PonteAérea Rio-São Paulo.A medida pretende revitalizar o aeroporto internacional, que operacom capacidade ociosa. Com dois modernos terminais, o aeroportointernacional viu o movimento anual despencar de 7,8 milhões depassageiros para 5,1 milhões entre 1998 e 2003. O problema foi agravado com a perda de várias linhasinternacionais para São Paulo nos últimos anos. Pedro Azambuja,superintendente da Infraero, acredita que a volta dos vôos dasprincipais capitais do Brasil para o antigo Galeão pode fazercom que companhias internacionais se interessem em operar no Rio, com a facilidade de conexões.Para os passageiros, a maior preocupação é asegurança. O acesso ao aeroporto internacional é feito por viasexpressas como a Linha Vermelha, considerada uma das maisperigosas da cidade. Para aumentar a segurança, a PolíciaMilitar anunciou que vai dobrar o policiamento ostensivo nasvias expressas. Na Linha Vermelha, o efetivo será triplicado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.