Gabeira rechaça declarações de petista sobre sequestro

O candidato do PV ao governo do Rio de Janeiro, Fernando Gabeira, reagiu com indignação às declarações feitas hoje pela ex-prefeita de São Paulo Marta Suplicy sobre a sua atuação no sequestro do embaixador norte-americano Charles Elbrick, em 1969. Para defender a candidatura presidencial de Dilma Rousseff de ataques na internet sobre sua atuação contra a ditadura militar nos anos 1960 e 1970, Marta acusou Gabeira: "Esse sim sequestrou", disse a petista, afirmando que caberia à Gabeira a incumbência de matar o embaixador (libertado em negociação com o regime militar).

ALFREDO JUNQUEIRA, Agência Estado

16 Maio 2010 | 17h02

"Ela está equivocada, está inventando coisas, está mentindo", declarou Gabeira, que rechaçou a informação de que ele poderia ter se tornado o assassino do embaixador. "Não havia escala para isso (para um assassinato). Lamento que ela (Marta)use esse tipo de coisa na campanha eleitoral. Até porque tem muita gente dentro do PT que sabe bem dessa história", afirmou.

O candidato, que participa de uma aliança ao governo do Rio que inclui o PSDB, DEM e o PPS, disse, contudo, que não pretende processar a petista pelas declarações. "Vou ignorá-la. Como ela merece, de uns anos para cá."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.