Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Gabeira livra-se de processo por tráfico de drogas

O deputado federal Fernando Gabeira (sem partido) conseguiu se livrar do risco de ser processado na Justiça por tráfico internacional de drogas. O procurador-geral da República, Claudio Lemos Fonteles, pediu o arquivamento do inquérito policial aberto contra o parlamentar por ele ter importado da Hungria cinco quilos de sementes de maconha em 1996.Fonteles concluiu que Gabeira não traficou entorpecente pois, conforme divulgou na época, importou as sementes para que fossem feitas pesquisas para o aproveitamento benéfico da planta. O trabalho seria realizado pelo Centro de Pesquisas de Algodão (CNPA), da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).Recentemente, o deputado federal reclamou que tinha dificuldades para defender e conseguir a aprovação no Congresso de projetos de interesse das minorias. Entre eles, está o que propõe a descriminalização do uso da maconha no Brasil.No parecer enviado ao STF, o procurador-geral ressaltou que Gabeira jamais escondeu o conteúdo do pacote no qual estavam as sementes. A importação também foi comunicada à Polícia Federal. "Fernando Gabeira tudo fez às claras. Não ocultou", afirmou Fonteles."Sentido algum faz importar-se semente de maconha da Hungria para aqui plantá-la; esperar que vicesasse, para consumi-la por si, ou terceiro. As sementes importadas não condizem com a maconha abundantemente encontrada nos mais variados espaços, urbanos e rurais, de nosso país", apontou o procurador-geral em seu parecer.Ao pedir o arquivamento do inquérito, Fonteles rejeitou sugestão do subprocurador-geral da República Haroldo Ferraz da Nóbrega que era favorável à apresentação de uma denúncia no STF contra Gabeira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.