Gabeira evita comentar ataques de chapa tucana ao PT

O candidato do PV a governador do Rio, Fernando Gabeira, evitou hoje comentar os ataques do candidato a vice-presidente da República na chapa tucana, Índio da Costa (DEM-RJ), ao PT. Em entrevista ao portal "Mobiliza PSDB", o democrata associou o PT ao narcotráfico e às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). Gabeira, que participou hoje em São Paulo de encontro de candidatos do PV a governador com a candidata da sigla à Presidência, Marina Silva, disse preferir não entrar nesse embate entre PT e PSDB. Perguntado sobre que posição Marina deveria adotar nesse cenário de ataques entre as campanhas dos presidenciáveis José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), disse que a candidata do PV deveria se concentrar nos assuntos da sua campanha.

FRANCISCO CARLOS DE ASSIS, Agência Estado

25 de julho de 2010 | 14h12

Sobre sua desvantagem nas pesquisas eleitorais no Rio de Janeiro, Gabeira disse estar tranquilo. Pesquisa Datafolha divulgada ontem mostra o candidato do PMDB, Sérgio Cabral, com uma vantagem de 35 pontos sobre Gabeira. Cabral tem 53% das intenções de voto e Gabeira, 18%. Com esse cenário, Cabral venceria a eleição já no primeiro turno.

Gabeira, no entanto, acredita que pode levar a disputa para o segundo turno, mesmo enfrentando um adversário que conta com o apoio de 91 dos 92 prefeitos fluminenses. "Todos os prefeitos em seus municípios têm um adversário", afirmou. "E nós vamos contatar todos esses adversários para apoiar nossa campanha."

Tudo o que sabemos sobre:
EleiçãoFernando Gabeira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.