Gabeira evita comentar ataques de chapa tucana ao PT

O candidato do PV a governador do Rio, Fernando Gabeira, evitou hoje comentar os ataques do candidato a vice-presidente da República na chapa tucana, Índio da Costa (DEM-RJ), ao PT. Em entrevista ao portal "Mobiliza PSDB", o democrata associou o PT ao narcotráfico e às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). Gabeira, que participou hoje em São Paulo de encontro de candidatos do PV a governador com a candidata da sigla à Presidência, Marina Silva, disse preferir não entrar nesse embate entre PT e PSDB. Perguntado sobre que posição Marina deveria adotar nesse cenário de ataques entre as campanhas dos presidenciáveis José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), disse que a candidata do PV deveria se concentrar nos assuntos da sua campanha.

FRANCISCO CARLOS DE ASSIS, Agência Estado

25 Julho 2010 | 14h12

Sobre sua desvantagem nas pesquisas eleitorais no Rio de Janeiro, Gabeira disse estar tranquilo. Pesquisa Datafolha divulgada ontem mostra o candidato do PMDB, Sérgio Cabral, com uma vantagem de 35 pontos sobre Gabeira. Cabral tem 53% das intenções de voto e Gabeira, 18%. Com esse cenário, Cabral venceria a eleição já no primeiro turno.

Gabeira, no entanto, acredita que pode levar a disputa para o segundo turno, mesmo enfrentando um adversário que conta com o apoio de 91 dos 92 prefeitos fluminenses. "Todos os prefeitos em seus municípios têm um adversário", afirmou. "E nós vamos contatar todos esses adversários para apoiar nossa campanha."

Mais conteúdo sobre:
EleiçãoFernando Gabeira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.