Fuvest isenta 10.453 de pagamento de taxa

A Fuvest divulgou ontem os nomes dos 10.453 estudantes selecionados para receber isenção na taxa de inscrição do vestibular da Universidade de São Paulo (USP). Esta é a segunda vez que a instituição oferece os benefícios. A procura neste ano foi quase quatro vezes maior do que em 2000. Inscreveram-se 27.650 alunos que se consideram carentes, em todo o Estado. Apesar disso, segundo o diretor da Fuvest, Roberto Costa, todos os outros candidatos ao vestibular seriam prejudicados se o número de isenções aumentasse. Ele explica que, para isso ocorrer, a taxa de inscrição - hoje de R$ 56 - precisaria aumentar ainda mais. "Ou teríamos de chamar menos pessoas para a segunda fase para economizar dinheiro, o que tornaria o exame mais concorrido", completa. Segundo Costa, a Fuvest é mantida pelo pagamento das inscrições e já teve prejuízo no ano passado por causa das cerca de 7 mil isenções. Este ano, apesar de serem oferecidos 10 mil benefícios, houve empate entre situações de carência e outros 453 estudantes tiveram de ser incluídos. O aluno Eder Alencar da Silva, de 20 anos, está inconformado porque ficou de fora da isenção. "Acho estranho porque meu irmão, que mora na mesma casa, conseguiu", diz o estudante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.