Furnas vistoria reservatórios no Rio e SP

O presidente de Furnas, Luís Carlos Santos, vai pedir amanhã aos técnicos da estatal um relatório detalhado sobre as chuvas que caíram neste fim de semana em São Paulo e parte do Rio de Janeiro. Só no Estado de São Paulo choveu cerca 50 milímetros hoje. "A gente precisa saber se choveu no lugar certo. Não adianta a água cair apenas em São Paulo e no Rio, enquanto a região onde estão os reservatórios continua seca", afirmou o presidente de Furnas.Os principais reservatórios de Furnas estão no chamado quadrilátero das bacias dos rios São Francicso, Tocantins, Grande, Paranaíba e Paraná, entre os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Bahia e noroeste de São Paulo, responsável por 61% da capacidade de armazenamento do País. Segundo Luís Carlos Santos, com o relatório será possível medir com precisão o nível de água dos reservatórios. "Agora, não podemos saber qual o real efeito dessas chuvas", explicou. "De qualquer maneira, começo a ficar otimista de que a estiagem que atingia o País já começa a ser dissipar."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.