Fundo do BNDES vai colocar R$ 16,9 mi na proteção de terras indígenas

Recursos não reembolsáveis serão distribuídos em cinco áreas no sul do PA e norte de MT

Agência Estado

05 de julho de 2011 | 14h15

RIO - O Fundo Amazônia, gerido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), vai apoiar, com R$ 16,9 milhões em recursos não reembolsáveis, ações de proteção de terras indígenas distribuídas em cinco áreas no sul do Pará e norte de Mato Grosso onde vivem sete mil índios Kayapós.

Segundo informou o BNDES em nota, o apoio financeiro será feito por meio do Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio) e constituirá um mecanismo operacional e financeiro de longo prazo denominado Fundo Kayapó, a fim de apoiar projetos formulados por organizações indígena voltados para ações como controle e monitoramento ambiental e territorial e fomento de atividades econômicas sustentáveis.

Os Kayapós são considerados pela Fundação Nacional do Índio (Funai) como fortes colaboradores da preservação ambiental em seus territórios, ameaçados pelo desmatamento de fazendeiros, madeireiros e garimpeiros. O governo da Noruega é o principal doador do Fundo Amazônia, com previsão de aporte de US$ 1 bilhão. O fundo também conta com doações do banco de desenvolvimento da Alemanha, KFW, no valor equivalente a 21 milhões de euros, informou o BNDES.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.