Funcionários do Banco Central param por 24 horas

Os 4.500 funcionários das dez agências do Banco do Central em todo o País irão paralisar as atividades durante todo o dia de amanhã para reivindicar reajuste salarial de 75,48%. A informação foi dada hoje por Fábio Faiad, diretor do Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal). Uma outra exigência dos bancários é a valorização da instituição como prestadora de serviços. Segundo ele, a partir das 8 horas, a categoria realiza uma manifestação em frente à agência do BC situada na Avenida Paulista. Às 12 horas, os bancários participam de ato comum junto aos servidores públicos do Judiciário. O sindicato deve se reunir com a diretoria no próximo dia 21 para tentar um acordo. Faiad disse que, caso não seja apresentada nenhuma proposta, os bancários do BC irão aderir à greve geral, no dia 22, juntamente com os servidores públicos. "As chances de pararmos no dia 22 são de 100%, já que a diretoria não mostrou nenhuma proposta até agora e continua fazendo jogo duro", disse o sindicalista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.