Funcionários deixam Senado após pane elétrica

Uma pane elétrica no último andar do Anexo I do Senado na tarde desta segunda-feira, 25, fez com que funcionários da Casa deixassem às pressas o prédio pela escada de emergência. Segundo o relato de trabalhadores e do Corpo de Bombeiros, que vistoriou o local, por volta das 16 horas houve um princípio de incêndio decorrente do superaquecimento da fiação elétrica na Casa de Máquinas, localizada no 28º andar. A pane gerou fumaça em alguns andares do prédio.

RICARDO BRITO, Estadão Conteúdo

25 de agosto de 2014 | 18h57

Em nota, a Assessoria de Imprensa do Senado negou que tenha havido incêndio e destacou que, em nenhum momento, "os ocupantes do prédio estiveram em risco". Assim que foi acionada, a equipe de brigadistas da Polícia da Casa esteve no local e verificou que houve um derretimento parcial das ligações elétricas do elevador número 2, o que gerou o "cheiro de borracha" no prédio.

"Por precaução, todos os quatro elevadores foram desligados e as pessoas que lá estavam foram retiradas com segurança. Em seguida, os elevadores foram trazidos para o térreo e, assim que a fumaça existente foi dissipada, três deles foram religados, depois de vistoria de técnicos da empresa Atlas, responsável pela manutenção", afirma a nota.

O Corpo de Bombeiros esteve no local por volta das 16h30 e, informado das providências tomadas pela brigada, verificou a situação e liberou o retorno dos servidores ao trabalho.

Mais conteúdo sobre:
senadopane elétrica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.