Funcionários da Vasp fazem greve de 48 horas

Os aeronautas da Vasp decidiram, nesta segunda-feira, realizar uma greve de 48 horas como forma de pressionar a empresa a pagar os salários atrasados e cumprir os termos da convenção coletiva da categoria. A paralisação está prevista para começar a zero hora de terça e deve ser reavaliada no decorrer do dia.O último salário recebido pelos pilotos e comissários de bordo foi depositado no início de agosto. Segundo o Sindicato Nacional dos Aeronautas, os salários dos funcionários da empresa estão com uma defasagem de 30% pelo descumprimento dos acordos trabalhistas nos últimos quatro anos. "A situação entre os funcionários é de indignação, principalmente porque os compromissos assumidos não estão sendo cumpridos", disse a presidente do sindicato, Graziella Baggio.Segundo os aeronautas, a greve não prejudicará os passageiros, que serão acomodados em aviões de outras empresas, como prevêem acordos entre companhias aéreas.Além da paralisação, os aeronautas realizarão uma manifestação em frente ao Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do Estado de São Paulo. Eles exigem que o governo estadual, que ainda é acionista e detém duas das sete cadeiras de administração da empresa, intervenha para evitar problemas com segurança de vôo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.