Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Funcionários da Transbrasil encerram protesto

Os funcionários da Transbrasil encerraram ao meio-dia a paralisação de doze horas que se iniciou à zero hora de hoje para chamar atenção para a má situação da empresa. Segundo a presidente do Sindicato Nacional dos Aeronautas, Graziella Baggio, o protesto foi bem-sucedido e alcançou funcionários do Aeroporto Internacional de São Paulo em Guarulhos e de outros locais do País. Na frente do balcão de check-in da Transbrasil em Guarulhos havia na manhã de hoje faixas com frases de protesto dos 2.190 aeroviários e os 900 aeronautas da empresa. Segundo Baggio, o protesto provocou o cancelamento de dois vôos e atraso nas saídas. A informação não foi confirmada por funcionários do Aeroporto de Cumbica, que afirmaram não ter registro de cancelamento de vôos da empresa.Os empregados reclamam do atraso nos pagamentos de salários e de alguns benefícios e da falta de depósito do dinheiro referente ao FGTS (Fundo de Garantia de Tempo de Serviço), entre outros problemas. Esta semana, a Transbrasil depositou parcialmente os salários dos empregados, informando que pagará o restante até o dia 17. Graziella Baggio afirmou que a empresa obteve liminar da Justiça em Brasília que obriga os Correios a pagarem uma dívida de R$ 3 milhões à Transbrasil. Segundo a sindicalista, a empresa se comprometeu a usar esse dinheiro para pagar os salários.Na quarta-feira à noite, um Boeing 767 da companhia foi arrestado em Miami (EUA) pela empresa de leasing Pegasus por falta de pagamento. A Transbrasil tem dívidas de R$ 800 milhões e recentemente envolveu-se num embate jurídico com a General Electric, que pediu seu pedido de falência por causa de uma dívida não paga de US$ 2,7 milhões.A Transbrasil aumentou as tarifas aéreas em 13,8%, nas rotas para Fortaleza, Recife, Manaus, Londrina e outras cidades. Em dificuldades financeiras, a empresa deixou de voar, temporariamente, para sete cidades nacionais: Cuiabá (MT), Goiânia (GO), Vitória (ES), Maceió (AL), Natal (RN), São Luís (MA) e Foz do Iguaçu (PR). Ela também suspendeu seus vôos para Portugal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.