Funcionários da CVM protestam em frente à autarquia

Seguindo os movimentos de servidores federais em Brasília, funcionários da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) fizeram uma paralisação em frente à sede da autarquia na tarde desta quinta-feira. De acordo com o Sindicato Nacional dos Servidores da CVM (SindCVM), eles reivindicam reposição salarial a partir de 2008. A defasagem, estimam, chega a 23%, porcentual correspondente ao IPCA (inflação oficial, medida pelo IBGE) desde aquele ano.

MARIANA DURÃO, Agência Estado

28 de junho de 2012 | 17h16

O sindicato reclama da ausência de uma contraproposta do governo e lembra que para, receberem em 2013, deve haver uma definição até 31 de julho. A data é o limite para que o reajuste entre na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2013. As negociações salariais estão sendo conduzidas pelo Ministério do Planejamento e, além da CVM, envolvem também servidores de Susep, Banco Central, Ipea, CGU e outros. Os funcionários do Banco Central no Rio de Janeiro e em São Paulo decretaram aviso de greve nesta quinta-feira.

No caso da CVM, além das reivindicações comuns, há um pleito de equiparação da carreira de agente executivo em relação aos técnicos do Banco Central. Por enquanto não há sinal de greve na autarquia, mas os funcionários devem seguir fazendo paralisações semanais.

Tudo o que sabemos sobre:
CVMfuncionáriosprotesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.