Funcionário do BC estaria retido em CPI

O diretor de Finanças Públicas e Regimes Especiais do Banco Central, Carlos Eduardo de Freitas, deixou a reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), que ainda acontece no BC, e dirigiu-se ao Congresso Nacional, onde, segundo a assessoria do BC, um funcionário da instituição que estava depondo na CPI do Banespa foi retido em uma sala pelo presidente da CPI, deputado Luiz Antonio Fleury Filho (PTB-SP), e pelo relator da CPI, deputado Robson Tuma (PFL-SP). Freitas está acompanhado dos advogados do banco para verificar o que está acontecendo. O funcionário é do Departamento de Fiscalização do BC e foi membro da comissão de inquérito do Banespa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.