Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Funcionário da Casa Civil vai investigar Waldomiro

O ministro da Coordenação Política, Aldo Rebelo, recuou da promessa feita ontem e nomeou um funcionário da Casa Civil para a comissão de sindicância que investigará as atividades do ex-subchefe de assuntos parlamentares da Presidência da República, Waldomiro Diniz, acusado de ter ligações com bicheiros.Fernando Luiz Albuquerque Faria, um dos três nomes que constam do Diário Oficial para "apurar a eventual prática de irregularidades", é assessor da subchefia de assuntos jurídicos, que até recentemente fazia parte da mesma Casa Civil na qual Waldomiro trabalhava. Ontem, Rebelo havia garantido que a comissão de sindicância seria integrada por funcionários "que não tenham ligação com órgão ao qual Waldomiro esteve vinculado".A assessoria do ministro alega que as duas subchefias - de assunto parlamentares e assuntos jurídicos - são órgãos "separados". Até o início de janeiro, entretanto, as duas subchefias eram subordinadas ao ministro da Casa Civil, José Dirceu. De acordo com o Diário Oficial, a comissão será presidida pelo diretor do Departamento de Gestão da Informação e Tecnologia do Ministério do Planejamento, José Geraldo França Diniz - apenas coincidentemente com o mesmo sobrenome de Waldomiro. O terceiro nome indicado é Edimar Fernandes de Oliveira, funcionário da corregedoria-geral da Advocacia Geral da União (AGU).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.