Funasa suspende repasse para emenda feita por Renan

A Fundação Nacional de Saúde (Funasa) suspendeu o pagamento da última parcela de R$ 56 mil para a Prefeitura de Murici (AL), referente ao contrato com a KSI Consultoria e Construções Ltda. - empresa de fachada de José Albino de Gonçalves Freitas, ex-assessor do presidente licenciado do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).A empresa fantasma foi beneficiada com emenda de 2004 do senador que destinou R$ 280 mil da Funasa à Prefeitura de Murici para construir 28 casas em substituição a moradias de taipa, conforme revelou o jornal O Estado de S. Paulo. O contrato foi assinado pelo filho do senador, Renan Calheiros Filho (PMDB), prefeito da cidade.A Funasa também enviará uma equipe de profissionais até Murici, cidade dominada pela família Calheiros, para realizar auditoria especial com o objetivo de verificar obras e recolher documentos e depoimentos.Para o órgão, a obra consta como regular. A Funasa, inclusive, havia liberado a transferência da última parcela de R$ 56 mil no final do mês passado. A suspensão do pagamento e a auditoria, no entanto, foram determinadas pela presidência da Funasa após denúncia que a KSI nunca existiu de verdade e pertencia a um ex-assessor de Renan. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.