Funasa suspende repasse para emenda feita por Renan

A Fundação Nacional de Saúde (Funasa) suspendeu o pagamento da última parcela de R$ 56 mil para a Prefeitura de Murici (AL), referente ao contrato com a KSI Consultoria e Construções Ltda. - empresa de fachada de José Albino de Gonçalves Freitas, ex-assessor do presidente licenciado do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). A empresa fantasma foi beneficiada com emenda de 2004 do senador que destinou R$ 280 mil da Funasa à Prefeitura de Murici para construir 28 casas em substituição a moradias de taipa, conforme revelou o jornal O Estado de S. Paulo. O contrato foi assinado pelo filho do senador, Renan Calheiros Filho (PMDB), prefeito da cidade. A Funasa também enviará uma equipe de profissionais até Murici, cidade dominada pela família Calheiros, para realizar auditoria especial com o objetivo de verificar obras e recolher documentos e depoimentos. Para o órgão, a obra consta como regular. A Funasa, inclusive, havia liberado a transferência da última parcela de R$ 56 mil no final do mês passado. A suspensão do pagamento e a auditoria, no entanto, foram determinadas pela presidência da Funasa após denúncia que a KSI nunca existiu de verdade e pertencia a um ex-assessor de Renan. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.