Funasa de AL pára contra perda salarial

Cerca de 90 funcionários da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) em Maceió (AL) paralisaram ontem as atividades em protesto contra o governo federal. Eles ocuparam o prédio da instituição e dizem que só saem após o atendimento de sua reivindicação, que é o cumprimento de ordem judicial de 2004. Ela estabelece cronograma de pagamento para compensar perdas salariais com planos econômicos. A direção da Funasa se reuniu com representantes, mas não houve acordo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.