Funai será cobrada sobre terras indígenas

O Ministério Público Federal (MPF) em Mato Grosso do Sul deve encaminhar nesta semana um ofício cobrando da Fundação Nacional Índio (Funai) o andamento da demarcação de mais terras indígenas para os guarani-caiuás, que se concentram no chamado cone sul do Estado. A área abrange cerca de 26 municípios, próxima ao Paraguai. O povo tem o maior índice de violência de todo o País, com 42 assassinatos entre índios no ano passado. Em 12 de novembro de 2009, o presidente da Funai, Márcio Meira, assinou termo em que se comprometeu a efetuar os procedimentos para a demarcação. A delimitação das terras e a extensão das áreas dependem de estudos antropológicos da Funai.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.