Fruet impede aparições de Dilma na campanha de Ducci

As imagens da presidente Dilma Rousseff que vinham sendo apresentadas na campanha do candidato à reeleição em Curitiba, prefeito Luciano Ducci, foram proibidas de ser veiculadas sob a pena da coligação que apoia Ducci multada em R$ 10 mil por cada aparição na campanha.

JULIO CESAR LIMA, Agência Estado

12 de setembro de 2012 | 19h37

A decisão foi tomada no final da tarde desta quarta-feira pelo juiz eleitoral Marcos Roberto Araújo dos Santos e atendeu uma ação proposta pela coligação que apoia Gustavo Fruet (PDT), que conta com o apoio do governo federal. Nas imagens, Dilma afirma durante evento para liberação de recursos para o metrô de Curitiba, no ano passado, que a capital teve um dos melhores projetos do País. "Queria dar os parabéns a Curitiba pela qualidade do projeto. A ministra Miriam Belchior estava fazendo uma avaliação comigo, que entre os projetos apresentados, o projeto aqui do prefeito, é um dos melhores. Não vou dizer que é o melhor porque senão me pegam depois. Era um dos melhores", disse a presidente na ocasião.

Em sua justificativa, Santos afirma que Ducci queria manipular o eleitor e fazê-lo acreditar que tem o apoio da presidente. "(...) determino aos requeridos que se abstenham de veicular a propaganda impugnada, que no programa de bloco, quer na modalidade de inserções, bem como utilizar novamente a imagem da Presidente Dilma de forma a induzir o eleitor que detém seu apoio, sob pena de multa de R$ 10 mil por veiculação".

Pesquisa - A suspensão da divulgação da pesquisa Datafolha/RPC ainda permanecia até o final da tarde. O impedimento foi pedido pela coligação do candidato Fruet, que ainda não se manifestou sobre a possibilidade de também pedir a anulação da pesquisa IBOPE, prevista para sexta-feira. Segundo Luiz Fernando Pereira, da assessoria jurídica do candidato, não há nenhum pedido para isso. "Não houve orientação alguma, mas tudo é muito dinâmico", disse.

Segundo ele, o IBOPE também mostra falha na base de dados para a pesquisa, o mesmo motivo alegado para o impedimento da divulgação da pesquisa Datafolha/RPC.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012CuritibaDilma

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.