Fruet busca apoio entre deputados do Rio

O deputado Gustavo Fruet (PSDB-PR) passou a tarde no Rio em campanha para a Presidência da Câmara dos Deputados. Na companhia dos deputados federais eleitos Paulo Renato Souza (PSDB-SP) e Otávio Leite (PSDB-RJ), o tucano visitou o presidente da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), Maurício Azêdo, mas dedicou a maior parte do tempo ao contato com parlamentares fluminenses. "Mesmo que eu não consiga falar com todos, quero mostrar o meu apreço à bancada do Estado", disse. "A bancada do Rio é numerosa e os deputados têm se mostrado receptivos", avaliou. O deputado se disse consciente de que é difícil modificar o quadro da eleição em poucos dias, mas afirmou que aponta, como argumentos, o que classifica de "simbologia do atraso", em relação à candidatura do petista Arlindo Chinaglia, e "isolamento", sobre a de Aldo Rebelo (PCdoB). O deputado disse que também procurará deputados fluminenses do PMDB. Ele avalia que o governador Sérgio Cabral (PMDB), aliado do presidente Lula, não está envolvido na questão, influenciando a bancada. "Eu tenho repetido que o governo não precisa ter a presidência da Câmara para ter maioria", afirmou. Na sede da ABI, Fruet se reuniu com Azêdo por cerca de uma hora. Ele disse ter buscado a ABI com a mesma motivação que o levou à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e à Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em Brasília. O deputado quis mostrar-se interessado na aproximação com entidades que representam a sociedade civil e disse que a ABI tem uma grande simbologia nesse papel. Azêdo fez elogios ao tucano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.