Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Frente de prefeitos prefere Kassab ou Baldy no Ministério das Cidades

Representantes dos prefeitos fizeram os nomes chegarem a Rodrigo Maia; pasta pode ser recriado pelo governo Bolsonaro

Ricardo Galhardo, O Estado de S.Paulo

08 de maio de 2019 | 18h35

O secretário estadual de Transportes de São Paulo, Alexandre Baldy, e o ex-ministro Gilberto Kassab são os nomes preferidos da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) para assumir o Ministério das Cidades caso a pasta seja mesmo recriada pelo presidente Jair Bolsonaro. Representantes dos prefeitos fizeram os nomes chegarem ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), responsável por negociar as indicações junto ao governo. 

O anúncio da recriação do ministério foi visto com bons olhos pelos governantes municipais. “É muito bom. Inclusive lá atrás tentamos explicar para o governo a complexidade dos assuntos que estavam se fundindo”, disse o prefeito de Campinas, Jonas Donizete, presidente da (FNP), em referência às tentativas de demover o governo de extinguir o ministério.

Segundo ele, a relação entre prefeitos e o Executivo federal piorou nos primeiros meses do governo Bolsonaro, mas não apenas em função do fim da pasta responsável pela interlocução. “Foi ruim (o início do governo). Mas não posso dizer que foi só por causa da fusão. Está ruim em todas as pastas, Saúde, Educação. A relação está truncada”, afirmou.

De acordo com Donizete, a falta de canais de comunicação faz com que boatos se transformem em motivo de alarme entre os prefeitos. “O relacionamento em geral não está muito redondo. (O general) Santos Cruz (ministro da Secretaria de Governo) não tem acessibilidade. Ele não desenvolve isso. As prefeituras hoje estão sem acesso ao governo federal”, afirmou o prefeito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.