Freire satiriza Lula e defende Judiciário

O líder do PPS na Câmara, deputado Roberto Freire (PE), fez, na avaliação dos líderes da base aliada que participaram do almoço de hoje com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a intervenção mais dura do encontro. Ele defendeu a abertura de diálogo com o Judiciário. "Pode até dizer que tem 300 picaretas no Congresso, que ele continua funcionando", afirmou. "Mas não se pode colocar o Poder Judiciário em uma situação de desgaste. O Judiciário também não é perfeito. Mas desmoralizado é uma catástrofe". Ao citar os ?trezentos picarestas?, Freire se referia a uma frase dita por Lula ao criticar o Congresso. Segundo o presidente do PPS, no Congresso o diálogo e concessões são algo natural. O parlamentar adiantou que não há problema no PPS para votar a reforma da Previdência. Mas disse que o partido quer encontrar caminhos para fazer uma reforma que valorize o serviço público essencial.

Agencia Estado,

31 de julho de 2003 | 19h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.