Freire diz que tem que haver cassação no Senado

O presidente do PPS, senador Roberto Freire (PE), disse há pouco que o depoimento da ex-diretora do Serviço deProcessamento de Dados do Senado Federal (Prodasen) Regina Célia Borges tem que ter como conseqüência um processo decassação."Ontem, alguém apresentou aqui as vísceras, mas infelizmente está sendo desmentido", afirmou Freire, referindo-se aopronunciamento feito pelo ex-líder do governo no Senado José Roberto Arruda (PSDB-DF), em sua própria defesa, no casoda violação do painel de votação eletrônica do plenário do Senado."A violação do painel não é um atentado menor ao decoro. Éum atentado violento ao decoro, e é um crime de responsabilidade que atenta contra as instituições democráticas", disse osenador.Roberto Freire observou que, embora já tenha convicção formada, há que ser dado aos senadores envolvidos - além de Arruda, oex-presidente do Senado Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) - o mais amplo direito de defesa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.