Iara Morselli/ESTAD?O
Iara Morselli/ESTAD?O

Frei Betto diz que 'decisão de Moro é injusta e fortalece Lula'

Para ele, 'mais importante' do que a decisão de Moro sobre Lula 'é a mobilização pela saída de Temer' do Planalto; Lula foi condenado a 9 anos e meio, pelo juiz federal Sérgio Moro

Pablo Pereira, O Estado de S.Paulo

12 Julho 2017 | 18h17

A condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo juiz Sérgio Moro, nesta quarta-feira, 12, é "injusta", "fortalece" politicamente o ex-presidente e "favorece a visibilidade dele". A opinião é do ex-assessor de Lula na Presidência da República, Frei Betto.

Para ele, "mais importante" do que a decisão de Moro sobre Lula "é a mobilização pela saída de Temer" do Palácio do Planalto. Além disso, avalia que seria estranho se a militância petistas não se mobilizasse "em defesa de Lula". 

Lula foi condenado a 9 anos e meio, pelo juiz federal Sérgio Moro. Na avaliação do magistrado, o ex-presidente recebeu vantagens indevidas no valor de R$ 3,6 milhões da empreiteira OAS. Frei Betto respondeu às perguntas por email, como solicitado por ele.

 

Como o sr. analisa a condenação do ex-presidente Lula por corrupção e lavagem de dinheiro, determinada hoje pelo juiz Sérgio Moro?

Frei Betto: A condenação diz mais sobre o juiz Moro que sobre o ex-presidente Lula.

 

O sr. acha que a sentença foi injusta?

Sim, a sentença é injusta por não provar ser ele o proprietário do imóvel e se basear em delações de bandidos.

 

Na sua opinião, qual o impacto que essa decisão judicial terá na vida política do ex-presidente?

Fortalece-o politicamente e favorece a visibilidade dele.

 

Qual a sua opinião sobre o quadro político nacional brasileiro para 2018 depois dessa decisão?

Há que aguardar a segunda instância. Por enquanto Lula é o favorito segunda todas as pesquisas eleitorais.

 

Como o sr. acha que a militância do PT deve reagir a esse momento político depois da condenação?

Nunca tive filiação partidária, mas seria muito estranho a militância do PT não se mobilizar em defesa de Lula. Porém o mais importante agora é a mobilização pela saída de Temer.

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.