Francisco Mesquita Neto é reeleito presidente da ANJ

O diretor-superintendente do Grupo Estado, Francisco Mesquita Neto, foi reeleito presidente da Associação Nacional de Jornais (ANJ) por mais dois anos. A escolha foi feita em reunião do Conselho de Administração da ANJ, em Brasília.Em seu discurso, Francisco Mesquita Neto afirmou que a conjuntura econômica representou o maior desafio para o setor, e citou a queda do real frente ao dólar, a interrupção do processo de redução das taxas de juros e a retração mais acentuada do ritmo de crescimento econômico, que afetaram o mercado publicitário e, consequentemente, diminuíram a receita e aumentaram os custos dos jornais.Ele destacou que, embora a circulação dos jornais brasileiros tenha caído em 2001 e não tenha melhorado nos primeiros meses de 2002, as empresas mantiveram seu ritmo de investimentos em tecnologia e no aprimoramento de seus recursos humanos, e lembrou que nos últimos sete anos os jornais investiram cerca de US$ 700 milhões em tecnologia. Para os seus próximos dois anos de mandato, Mesquita destacou duas linhas de ação: capacitação profissional e iniciativas para ampliar o número de leitores de jornais. No primeiro caso, o executivo defendeu ações nas áreas de tecnologia, comercial e nas redações. No outro, falou também na incorporação de novos segmentos. Para Francisco Mesquita Neto, o Programa Jornal na Educação deve ter sua prioridade reforçada para a ANJ."A história tem nos ensinado que somente uma imprensa livre e economicamente forte pode garantir a democracia e, conseqüentemente, o inalienável direito de informar e de ser informado. Essa é a nossa missão", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.