Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

França nomeia tucano desafeto de Doria como conselheiro de Educação

O ex-presidente nacional do PSDB Alberto Goldman se tornou um crítico frequente de Doria durante seu mandato na Prefeitura de São Paulo

Mateus Fagundes, O Estado de S.Paulo

27 Novembro 2018 | 16h31

O ex-governador de São Paulo e ex-presidente nacional do PSDB Alberto Goldman foi nomeado nesta terça-feira, 27, como titular do Conselho Estadual de Educação (CEE) pelo governador Márcio França (PSB). O mandato tem duração de três anos.

Goldman é desafeto do governador eleito de São Paulo, João Doria, dentro do PSDB. Em 2016, apoiou nas prévias para a Prefeitura de São Paulo Andrea Matarazzo, que acabou se desfiliando e migrando para o PSD, abrindo espaço para a vitória de Doria.

Ao longo do mandato de Doria na Prefeitura, Goldman se tornou um crítico frequente do colega de partido. Em uma dura resposta, em outubro do ano passado, o ex-prefeito chamou o ex-governador de "fracassado" e "improdutivo".

No debate do primeiro turno da TV Globo entre candidatos ao governo de São Paulo, Goldman usou um adesivo de apoio a Paulo Skaf (MDB), o que gerou um pedido de expulsão por aliados de Doria. No segundo turno, o ex-governador se aproximou de França e declarou voto a presidente em Fernando Haddad (PT), outro desafeto do governador eleito.

O órgão para o qual Goldman foi nomeado é responsável por estabelecer regras para as escolas de todas as redes - estaduais, municipais e particulares. O CEE também orienta instituições de ensino superior públicas do Estado e credencia seus cursos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.