Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

França espera definição de caças em até quatro meses

O Ministério da Defesa da França espera que o governo brasileiro defina em "três ou quatro meses" o projeto FX-2, processo de seleção para a compra de 36 caças para a Força Aérea Brasileira (FAB). O prazo foi confirmado pelo ministro Alain Juppé, que veio ao Brasil para a posse de Dilma Rousseff e, na ocasião, recebeu a notícia de que o caso seria reavaliado pelo novo governo. Esse prazo foi passado aos franceses pelo governo brasileiro, segundo Juppé. Dilma quer analisar os relatórios do projeto antes de sacramentar a compra, que pode custar de US$ 4 bilhões a US$ 7 bilhões.

AE, Agência Estado

19 de janeiro de 2011 | 12h03

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, explicou na segunda-feira que a intenção do governo é tomar uma decisão em até seis meses. "Não vamos começar da estaca zero, porque seria começar o processo todo de novo, e não é isso", afirmou. Dilma já tem em mãos o relatório preparado pela pasta de Jobim que aponta o Rafale como o único modelo capaz de seguir efetivamente as regras estabelecidas pela Estratégia Nacional de Defesa. A prioridade é a transferência de tecnologia.

Confiança. Por isso, o discurso das autoridades francesas é otimista. "Acho que podemos ficar confiantes", afirmou Juppé, ao retornar a Paris, há uma semana. Christine Lagarde, ministra da Economia, ponderou que é natural que Dilma queira se inteirar do tema. "É preciso afirmar sua autoridade, é legítimo", afirmou à rádio Europe 1. "Houve um enorme trabalho prévio. Espero que os frutos do trabalho sejam levados em consideração. Estamos de dedos cruzados." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.