Fracasso de reunião com Lugo é destaque na imprensa paraguaia

Jornal 'ABC Color' atribui falta de resultados do encontro a 'intransigência' do governo brasileiro.

BBC Brasil, BBC

08 de maio de 2009 | 06h09

A falta de resultados na reunião entre os presidentes Luis Inácio Lula da Silva e Fernando Lugo, do Paraguai, na quinta-feira em Brasília, foi destaque na imprensa paraguaia.

Em sua primeira página, o ABC Color trouxe como principal manchete: "Lula não cede e Lugo se nega a assinar acordos".

O jornal afirma que não houve avanços no primeiro dia das negociações sobre o acordo de Itaipu por causa da "intransigência brasileira".

O governo paraguaio quer mudanças no acordo sobre a usina, que pertence aos dois países. Uma das reivindicações é de que o Brasil pague mais pela energia que compra do país vizinho.

Além disso, o Paraguai também quer o direito de vender livremente, a preço de mercado, a energia a que tem direito.

O Brasil consome cerca de 95% da energia produzida por Itaipu, que corresponde a 20% da energia consumida no país. Já o Paraguai, usa apenas 5%, que correspondem a 90% de suas necessidades.

Os dois países têm direito a 50% da energia produzida em Itaipu, mas como o Brasil financiou quase toda a construção da usina, obteve algumas preferências, como o direito de comprar, a preço de custo, a energia excedente - no caso, os 45% não usados pelo Paraguai.

O jornal destaca que o encontro durou três horas e que as negociações continuaram durante o jantar. Nesta sexta-feira, os dois presidentes iam fazer um comunicado à imprensa às oito da manhã, hora de Brasília, antes de seguirem para o Mato Grosso do Sul.

Segundo o ABC Color, o chanceler paraguaio Hector Lacognata teria dito após o encontro: "Esperamos levar algo concreto, existem aproximações entre os pontos principais".

De acordo com o jornal, Lacognata disse que se esperavam mais avanços durante o jantar de quinta-feira à noite.

O La Nación, do Paraguai, traz como principal manchete: "Fracassa negociação de Lugo com Lula no Brasil".

Segundo o diário, a "longa reunião em Brasília não chegou a resultados".

O jornal destaca que nenhum dos presidentes quis falar com a imprensa após o encontro, de onde seguiram diretamente para o Palácio da Alvorada, para jantar.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.