Fracassa reunião do PT sobre sucessão na Câmara

Frustrou a reunião da bancada do PT na Câmara realizada hoje para construir um entendimento sobre a sucessão na liderança. O atual líder, Paulo Teixeira (PT-SP), convocou novo encontro para o próximo dia 7, após a retomada dos trabalhos no Legislativo, a fim de definir o impasse. Disputam o cargo os deputados Jilmar Tatto (PT-SP) e José Guimarães (PT-CE). Se houver acordo, um assume a liderança neste ano e o outro, em 2013. Se a disputa for a voto, não haverá nome definido para o ano seguinte.

ANDREA JUBÉ VIANNA, Agência Estado

24 de janeiro de 2012 | 20h34

Teixeira relatou à Agência Estado que a reunião de hoje foi "tranquila" e serviu para mostrar a disposição de todos em garantir a "unidade da bancada". As feridas ainda estão abertas na bancada petista após o racha que dividiu os deputados no ano passado, na disputa entre Marco Maia (PT-RS) e o líder do governo, Cândido Vaccarezza (PT-SP), pela vaga de candidato a presidente da Casa.

Agora Marco Maia encabeça o grupo favorável a Jilmar Tatto, enquanto Vaccarezza atua como cabo eleitoral de Guimarães. Teixeira tem afirmado que a busca do entendimento é prioritária, porque não haverá vencedores na hipótese de um novo racha na bancada. Além disso, o líder argumenta que quem assumir o cargo neste ano, tem a vantagem de assumir primeiro, mas exercerá um mandato abreviado pelas eleições municipais. Quem assumir em 2013, teria de esperar um ano, porém, cumpriria um mandato integral, sem nenhum intervalo.

Mais conteúdo sobre:
CâmaraPTliderança

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.