Foto de Lula no site, para ajudar

Sem apoio declarado do Planalto, na véspera de sua condenação ou absolvição pelo Senado, o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), tem recorrido ao seu site pessoal (www.senado.gov.br/web/senador/RenanCalheiros) para mostrar que não foi abandonado. Na página principal, Renan ostentava ontem uma foto dele com o presidente Lula. Na linha "somos eternos bons amigos", ele explora declaração de Lula de que o peemedebista tenha garantido seu direito de defesa e de que não concordava com uma condenação prévia. Também mostra no site uma série de apoios que diz ter recebido. Em pouco mais de três meses, Renan foi vendo o apoio do Planalto minguar à medida que apareciam mais denúncias. Além de ser acusado de ter despesas pessoais pagas pelo lobista Cláudio Gontijo, ele é alvo de outros dois processos no Conselho de Ética - é suspeito de ter favorecido a cervejaria Schincariol e de ter usado laranjas na compra de rádios e jornal. A mais recente denúncia - apresentada na semana passada na Mesa Diretora do Senado - é a de que participaria de esquema de desvio de dinheiro em ministérios chefiados pelo PMDB.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.