Fórum de Porto Alegre tem déficit de US$ 246 mil

A organização do Fórum Social Mundial de Porto Alegre teve um custo direto de US$ 3,485 milhões, segundo o balanço oficial divulgado hoje, sem contar os gastos com pessoal e hospedagem de conferencistas, assumidos pela Prefeitura de Porto Alegre. De acordo com Candido Grzybowski, do Comitê Organizador, a principal fonte única de receitas do Fórum foi o pagamento de inscrições dos delegados, que gerou US$ 800 mil. A Fundação Ford dos Estados Unidos contribuiu com US$ 500 mil, o governo do Estado e a Prefeitura desembolsaram US$ 600 mil; a Petrobras e o Banco do Brasil gastaram US$ 400 mil em publicidade, a Oxfam forneceu US$ 400 mil e outros patrocinadores geraram outros cerca de US$ 400 mil. De acordo com o balanço do evento, o FSM 2003 registrou um déficit de US$ 246 mil.Já para o comércio de Porto Alegre, o Fórum Social Mundial gerou receitas da ordem de US$ 23 milhões, com os participantes pagando despesas de inscrição, transporte, hospedagem e alimentação.Cerca de 100 mil pessoas assistiram a conferências, discussões e testemunhos nos teatros, anfiteatros, salas de aula, tendas e até em um ginásio, o Gigantinho, durante os cinco dias do Fórum Social Mundial de Porto Alegre, que aconteceu de 23 a 27 de janeiro. Foi a maior participação de delegados, observadores, profissionais de imprensa e ativistas de todo o mundo nas três edições do evento. Em 2001, foram 20 mil participantes; em 2002, 50 mil. A maior estrela do evento foi o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que na noite do dia 24 falou para uma multidão estimada em 70 mil pessoas.De acordo com os registros, 20763 delegados representaram 5717 organizações de 156 países. No total, o Fórum foram realizadas cerca de 1200 atividades.Sem surpresa, o Brasil teve o maior número de representantes. Também registrou o maior número de jornalistas - 2131 profissionais de imprensa para 808 veículos - ,seguido pelos italianos (153 profissionais), franceses (também 153) e argentinos (141). Foram realizadas 1286 oficinas no Fórum Social Mundial 2003. O FSM mundial teve o apoio de 650 voluntários.Veja o especial sobre os Fóruns de Davos e Porto Alegre

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.