Forças Armadas são mais confiáveis, diz pesquisa

A pesquisa CNT/Sensus, divulgada nesta segunda-feira, mostrou que a instituição mais confiável para os entrevistados - das oito opções apresentadas - foram as Forças Armadas, com 24,2% de citações.Na seqüência foram indicadas imprensa (15,8%), Justiça (10,8%), governo federal (9,1%), serviço público (8,4%) e polícia (6,4%).A Câmara dos Deputados (3%) e o Senado Federal (2%) ficaram nas últimas posições. A Igreja e os partidos políticos não foram relacionados pelos pesquisadores.A avaliação dos eleitores sobre o presidente Fernando Henrique e as administrações públicas federal, estaduais e municipais não apresentou grande oscilação em relação às pesquisas anteriores.Na avaliação do presidente da CNT, Clésio Andrade, essa estabilidade deve-se à ausência de fatos relevantes.O desemprego foi considerado por 35,8% dos entrevistados como o problema mais grave no Brasil, atualmente. A violência ficou em segundo lugar, com 17,6%, seguida da corrupção e das drogas, ambas com 15,2%.A maioria dos eleitores continua achando que tanto a corrupção como a impunidade aumentaram nos últimos seis meses. No entanto, caiu de 57,1% para 51,5% o índice dos que responderam que a corrupção aumentou muito e aumentou de 4,5% para 7,3% o porcentual dos que acreditam que a impunidade diminuiu.O ex-prefeito Paulo Maluf foi considerado culpado pelo desvio de dinheiro da prefeitura de São Paulo por 42,8% dos entrevistados.Segundo 27,8% dos consultados, ele agiu em conjunto com o ex-prefeito Celso Pitta. Apenas 7,4% disseram que Maluf é inocente. Os entrevistados que não ouviram falar das denúncias contra Maluf somaram 32,3%, e os demais não souberam ou não quiseram responder.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.