Força Sindical quer demissão do ministro da Defesa

A Força Sindical divulgou uma nota nesta segunda-feira, 2, pedindo a demissão do ministro da Defesa, Waldir Pires, por causa da paralisação dos controladores de tráfego aéreo, na noite da última sexta-feira, 30, que praticamente parou o espaço aéreo brasileiro por aproximadamente cinco horas. "A situação do ministro da Defesa, Waldir Pires, ficou insustentável após o colapso aéreo dos últimos dias. O caos aéreo, resultado da incompetência administrativa da Anac [Agência Nacional de Aviação Civil), causou danos irreparáveis para milhares de brasileiros e prejudicou a imagem do País no exterior", diz a nota, divulgada no site e assinada pelo deputado Paulo Pereira da Silva, o Paulinho (PDT-SP), presidente da Força Sindical.Lembrando que a paralisação afetou os 67 aeroportos administrados pela Infraero e prejudicou cerca de 18 mil pessoas, segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a Força ressalta na nota que é preciso uma ´solução urgente´. "Merece consideração a atitude do governo federal de propor um acordo com os controladores de vôo. Estes trabalhadores estão com os salários defasados, têm uma jornada exaustiva e estão sem um plano de carreira", finaliza a nota.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.