Força Sindical pega carona para protestar contra governo em Brasília

Representantes da Força Sindical pegaram carona em um protesto em Brasília para pendurar bandeiras em um caminhão de som e se juntar aos manifestantes neste domingo (15). O carro de som, alugado pela Associação dos Desempregados e Empregados do Polo Naval do Rio Grande do Sul (Adepon), carregava bandeiras da Força em meio às manifestações. Responsável pela Adepon, Gilmar Gonzaga disse que representantes do sindicato procuraram apoio da associação e pediram para que suas bandeiras fossem penduradas.

ANDRÉ BORGES, Estadão Conteúdo

15 de março de 2015 | 14h09

"Não temos nenhuma ligação com esse pessoal da Força Sindical nem qualquer outro sindicato. Viemos aqui absolutamente independentes para protestar", disse Gonzaga, que lidera cerca de 250 pessoas que saíram do Rio Grande do Sul na sexta-feira. Eles devem permanecer em Brasília até quarta-feira, para outras manifestações locais.

Ninguém da Força Sindical foi encontrado para comentar o apoio às manifestações contra o governo. Logo após ser questionado pelo jornal O Estado de S. Paulo sobre as bandeiras da Força Sindical, representantes da Adepon retiraram o material de propaganda pendurado no caminhão.

Militares

Como acontece em diversas cidades do País, movimentos radicais também pedem a intervenção militar em Brasília. Poucas pessoas dão atenção para esses manifestações, marcadas por discursos radicais.

Manifestantes ainda estão de frente para o Congresso, com apitos e buzinas. A maior parte dos manifestantes, no entanto, já foi embora. Organizadores de dois carros de som que ainda estão no local afirmaram que vão permanecer no local até as 16h.

Tudo o que sabemos sobre:
Força Sindicalprotestos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.