Força Nacional vai proteger ativistas ameaçados no Pará e no Amazonas

Ministro autorizou envio de homens para garantir segurança de líderes comunitários

estadão.com.br

13 de fevereiro de 2012 | 16h43

O Ministério da Justiça autorizou o envio de tropas da Força Nacional de Segurança ao Pará e ao Amazonas para proteger ativistas que estão sob ameaça de morte nos dois Estados. A autorização atende a um pedido feito no início de janeiro pela Secretaria Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos da Presidência da República.

 

Os policiais serão encarregados de garantir a segurança de defensores dos direitos humanos dos dois estados que, em função de sua militância, correm risco de morte ou estão vulneráveis. O número de agentes envolvidos na operação será definido após o planejamento realizado pela Secretaria de Direitos Humanos.

 

O prazo previsto para atuação da força nos dois estados será de 30 (trinta) dias, que poderão ser prorrogados se necessário. A portaria que autoriza o envio das tropas, assinada pelo ministro José Eduardo Cardozo, foi publicada nesta segunda-feira, 13, no Diário Oficial da União.

 

* Com informações da Agência Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.