Força coleta assinaturas para criação de novo partido

São Paulo, 1/5/2013 - A festa do Dia do Trabalhador promovida pela Força Sindical na Praça Campo de Bagatelle, zona norte da capital paulista, serviu também para a coleta de assinaturas em apoio à criação do partido político Solidariedade, que estaria sendo articulada pelo presidente da central e deputado Paulo Pereira da Silva, o Paulinho (PDT-SP).

BEATRIZ BULLA, Agência Estado

01 de maio de 2013 | 11h46

No meio do público que foi à comemoração, eram vistos na manhã desta quarta-feira (1) apoiadores recolhendo assinaturas para garantir o registro legal do Solidariedade.

Ao ser questionado sobre o assunto, Paulinho disse que a coleta de assinaturas é comum nesses eventos. "A Marina (Silva), por exemplo, tem um punhado de gente do Rede aí também. Normalmente, quando acontecem esses eventos, os partidos em busca de aprovação nos procuram e a gente libera (a participação)", afirmou.

No início de abril, Paulinho negou que estivesse à frente de um novo partido. Hoje, afirmou que "tem ajudado" na criação do Solidariedade, assim como "ajudou a Marina e o Kassab (com o PSD)". O deputado não respondeu se faria parte do partido, caso seja oficializado: "É uma outra discussão. Vamos ver."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.