Foragido retoma campanha protegido pela lei

Foragido da Justiça, o candidato do PTB à prefeitura de Tramandaí (RS), Elói Braz Sessim, está de volta à campanha desde domingo. Ele se beneficiou da imunidade estabelecida pela legislação eleitoral, que, desde sábado, só permite a detenção de candidatos em flagrante.Conhecido em todo o litoral norte do Rio Grande do Sul por administrações polêmicas e obras faraônicas, Sessim, ex-prefeito que quer voltar ao cargo, foi condenado pelo crime de concussão (extorsão praticada por funcionário público no exercício de suas funções) a uma pena de três anos, dez meses e 20 dias de detenção. Chegou a ficar preso por alguns meses e, desde que saiu, beneficiado por um habeas-corpus, alterna aparições e sumiços de acordo com as decisões da Justiça.Até 23 de agosto Sessim circulava pelas ruas em plena campanha. Depois desapareceu porque o habeas-corpus que o mantinha livre foi cassado no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Ao voltar, um dia depois do início da imunidade para os candidatos, disse que estava em Brasília tratando do recurso que contesta a condenação. A candidatura também foi anulada pelo TRE/RS. Mas os advogados do ex-prefeito recorreram ao TSE, que tem até o dia 23 para decidir se mantém ou retira a impugnação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.