Fontana:dividir comando de CPI foi concessão do governo

O líder do governo na Câmara, deputado Henrique Fontana (PT-RS), disse hoje que "foi uma concessão do governo" o compartilhamento do comando da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) Mista dos Cartões Corporativos com a oposição. A presidência da CPI ficará com o senador do PSDB. Com o acordo, Fontana disse esperar que a reforma tributária tramite com facilidade no Congresso."Na minha opinião, essa CPI é totalmente dispensável. Continuo dando pouca importância a ela porque acho que os cartões corporativos devem ser investigados pelo Ministério Público", afirmou. Um dos nomes contados para ocupar a presidência da CPI é o da senadora Marisa Serrano (PSDB-MS). O relator será o deputado Luiz Sérgio (PT-RJ).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.