Fontana: mudança na MP 449 tira até R$ 500 mi por mês

O líder do governo na Câmara, Henrique Fontana (PT-RS), disse que o prejuízo que o governo terá caso não seja restituída a trava de garantia do pagamento das dívidas renegociadas será de R$ 400 milhões a R$ 500 milhões por mês. A trava é o dispositivo incluído pelo governo na Medida Provisória (MP) 449 que estabelece que as pessoas que já tenham aderido a outros planos de refinanciamento possam migrar para o novo sistema desde que a parcela mensal a ser paga não seja menor que 85% do que já vinha sendo pago no plano anterior.

DENISE MADUEÑO, Agencia Estado

06 Maio 2009 | 16h16

Esse mecanismo foi derrubado na votação no Senado. Diante da falta de acordo entre os líderes do PMDB e do PT em torno da MP, Fontana afirmou que a bancada governista vai tentar restituir o mecanismo na votação do plenário da Câmara. A MP 449 anistiou débitos de até R$ 10 mil e permitiu o parcelamento de dívida.

Mais conteúdo sobre:
Câmara MP 449 dívidas votação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.