Fome no Brasil será investigada por missão da ONU

A Organização das Nações Unidas (ONU) irá investigar a situação da má-nutrição no Brasil. Entre os dias 1 e 21 de março, o relator especial da ONU para o Direito à Alimentação, Jean Ziegler, estará no País. Seu objetivo será reunir informações que farão parte de um relatório sobre as condições do Brasil que será apresentado à comunidade internacional. Ziegler visitará o País depois de uma série de denúncias feitas por organizações não-governamentais (Ongs) que acusam o governo de não estar respeitando um dos direitos básicos do cidadão: o direito à alimentação. "Temos informações que nos indicaram que uma investigação deveria ser realizada no Brasil", afirma um representante da Comissão de Direitos Humanos da ONU. O relator da ONU irá se concentrar na busca de informação sobre o acesso aos alimentos e à terra por parte da população carente. Ele ainda investigará o acesso à água potável por parte dos grupos mais vulneráveis, como crianças, mulheres e indígenas, idosos e negros. A primeira etapa da visita ocorrerá em Brasília, onde Ziegler se encontrará com o presidente Fernando Henrique Cardoso, com representantes da Justiça Federal e com deputados e senadores. Uma das etapas mais importantes da missão da ONU será o contato com a sociedade civil. Ziegler terá reuniões com Ongs, com a Conferência de Bispos do Brasil e com o Movimento do Trabalhadores Sem-Terra (MST). A etapa final da visita do representante da ONU será nos estados do Nordeste, onde a ONU acredita que o problema da má-nutrição é mais grave. "Nossa missão de investigação inclui visitas aos estados de Pernambuco, Maranhão e Bahia, onde analisaremos a situação dos acampamentos e dos assentamentos", explica um assessor do relator da ONU. Jean Ziegler ainda passará por São Paulo e Rio de Janeiro, onde investigará o direito à alimentação do detentos e nas favelas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.