Foi FHC quem enviou dados sobre IDH à ONU, diz Mantega

O ministro do Planejamento, Guido Mantega, rebateu hoje as afirmações do ex-ministro da Educação Paulo Renato Souza de que o governo Luiz Inácio Lula da Silva teria deliberadamente enviado informações defasadas à ONU a respeito do analfabetismo no Brasil, para cálculo do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). "Quem mandou os dados foi o governo dele. Alguém estava tentando sabotar o Paulo Renato", afirmou. O ministro considerou o caso uma "bobagem". "Isso é um pequeno equívoco, mas totalmente de responsabilidade do governo anterior", disse.Segundo o ministro, o problema ocorreu por "falha de comunicação" da Unesco, responsável pela coleta dos dados sobre analfabetismo que subsidiam o cálculo do IDH feito pela ONU. Em setembro de 2002, a Unesco enviou ofício ao IBGE solicitando os dados sobre analfabetismo do Censo de 2000. "O IBGE não sabia para que eram os dados, então respondeu exatamente o que lhe foi perguntado", disse o ministro. Dessa forma, os dados de 2000 foram encaminhados à ONU, embora tivesse informações mais atualizadas. "Foi um problema de comunicação da Unesco, que deveria ter pedido o dado mais atual", afirmou Mantega. "Mas, de qualquer maneira, isso não tem nada a ver com o nosso governo. Tudo aconteceu no governo anterior". Ele disse que o dado mais atual sobre o analfabetismo será enviado à ONU. "Mas não sei se será possível mudar o IDH".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.