Fogaça cumpre agenda de 5 horas para posse

Eleito com 53% dos votos válidos no segundo turno, o futuro prefeito de Porto Alegre (RS), José Fogaça (PPS) vai cumprir uma agenda de mais de cinco horas na transição de comando na capital gaúcha. O roteiro do prefeito eleito e de seu vice, Eliseu Santos (PTB), prevê o primeiro compromisso na Câmara de Vereadores, onde os dois devem chegar às 13h45 para a cerimônia de posse, acompanhados de familiares. A solenidade na Câmara só deve terminar por volta de 16h30, quando Fogaça e Eliseu irão para a Esquina Democrática, no Centro da capital, onde encontram líderes de partidos aliados e percorrem a pé as duas quadras que separam o local da sede da prefeitura, onde serão recebidos pelo prefeito João Verle (PT). A agenda prevê, por volta de 17h40, a cerimônia de transmissão de cargos para Fogaça e Eliseu. Depois de empossar os novos secretários municipais, Fogaça cumpre a última etapa do roteiro com um discurso na sacada da prefeitura, previsto para começar às 18h45. A posse de Fogaça encerra um período de 16 anos de administrações consecutivas do PT na cidade.Na Região Metropolitana de Porto Alegre, a cidade de Novo Hamburgo terá uma transição incomum. O futuro presidente da Câmara de Vereadores, que será escolhido depois que a nova legislatura for empossada, neste sábado, ficará na prefeitura até a realização de uma nova eleição para o Executivo municipal, no dia 6 de outubro. O prefeito eleito, Jair Foscarini (PMDB), teve o registro de sua candidatura cassado pela Justiça Eleitoral, que determinou a realização de novo pleito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.