Foco no setor público são as altas aposentadorias, diz Genoino

O presidente nacional do PT, José Genoino, afirmou que a resistência enfrentada pela proposta de reforma da Previdência encaminhada pelo governo federal ao Congresso atinge apenas uma pequena parcela dos servidores públicos. "Pelo menos 80% dos servidores não serão atingidos", disse. Para ele, propostas como as do teto salarial em R$ 2,4 mil, a previdência complementar fechada e o combate às fraudes são aceitas pela maioria da sociedade. "O foco no setor público são as altas aposentadorias", disse. Para Genoino, as reformas podem ser votadas em julho na Câmara e, em setembro, no Senado. "Tecnicamente esses prazos podem ser cumpridos tranqüilamente. Ainda esta semana o projeto sai da Comissão de Justiça e vai para o debate na Comissão Especial", comentou. Ele disse que um possível excesso de emendas encaminhadas, inclusive pelos próprios parlamentares petistas, não tem como atrasar o prazo regimental da votação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.