FMI enfatiza conquistas do Brasil sob Palocci

O diretor-geral do FMI, Rodrigo De Rato, elogiou Antonio Palocci em um comunicado divulgado nesta segunda-feira, depois da demissão do ministro da Fazenda. No texto, De Rato diz que "gostaria de aproveitar a oportunidade para enfatizar as realizações do Brasil sob comando do ministro Palocci".Segundo De Rato, graças a sensatez da política econômica, o Brasil conquistou um "bem-vindo grau de estabilidade econômica". "Essa estabilidade tem sido a chave para o encorajador crescimento recente do Brasil, que se reflete no avanço da redução da pobreza".De Rato disse que sobre esses fundamentos "podem haver progressos no futuro na direção da garantia de um padrão de vida superior para todos os brasileiros". O diretor do FMI termina o comunicado dizendo que "espera trabalhar de perto com o ministro Mantega". Durante a gestão Palocci, seus críticos o acusaram de executar uma política econômica ainda mais ortodoxa do que a receitada pelo Fundo. Antonio Palocci defendeu a manutenção e aprofundamento da política de superávits primários (poupança de recursos públicos para pagamento e juros) sugerida pelo Fundo. No ano passado, o Brasil anunciou o pagamento antecipado de sua dívida com o Fundo.

Agencia Estado,

27 de março de 2006 | 23h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.